Taxistas protestam contra aplicativos de transporte particular

Taxistas interditaram a cabeceira da Ponte do São Francisco e parte da Avenida Beira-Mar (Foto: Gilson Ferreira)

Um grupo de taxistas realizou um protesto, na manhã desta segunda-feira (21), contra os serviços de transporte particular de passageiros em São Luís. Eles pedem mais fiscalização diante os aplicativos de transporte como o Uber e o Yet Go.

De acordo com a organização do ato, centenas de taxistas participaram da carreata. A Polícia Militar acompanhou o ato, mas não divulgou números. A concentração começou por volta das 4h, no bairro Alemanha, saindo em direção ao Detran-MA, na Vila Palmeira.

Homens da Polícia Militar acompanham o protesto dos taxistas que pedem fiscalização contra Uber (Foto: Gilson Ferreira)

O comboio percorreu as avenidas dos Franceses, Getúlio Vargas e estão interditando um trecho da Beira-Mar, na cabeceira da Ponte Governador José Sarney, que interliga o São Francisco ao Centro da capital maranhense.

De acordo com os manifestantes, a via continuará interditada até que um representante da Prefeitura de São Luís vá até o local para dialogar com a categoria. Os taxistas reclamam que cerca de 80% das corridas foram prejudicadas após a chegada dos aplicativos de transporte.

O Blog do Michel Sousa entrou em contato com a Prefeitura de São Luís, mas ainda não obteve resposta. As vias continuam bloqueadas e o trânsito está congestionado em diversos pontos. (Aguarde mais informações)

Entenda o caso

A polêmica do Uber em São Luís começou ainda em 2015, ano que iniciou na Câmara dos Vereadores a tramitação de um projeto de lei que versava sobre o tema e que proibia o serviço. A proposta chegou a ser apreciada e aprovada pela Casa e, no ano passado, foi encaminhada para sanção ou veto do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). No entanto, o gestor se omitiu e a matéria voltou para a apreciação legislativa.

Taxistas dizem que “estão passando fome” por causa do Uber

No dia 26 de abril deste ano, sob pressão de categorias como a dos taxistas, a Câmara aprovou a legislação, proibindo o serviço na capital maranhense. Um dia após a promulgação da Lei nº 429, uma Ação Popular foi protocolada na Justiça, requerendo a revogação da então lei aprovada que restringia o Uber. O pedido foi encaminhado para a Vara de Interesses Difusos e Coletivos da capital e negado pelo juiz Manoel Matos de Araújo Chaves.

Cronograma dos fatos

2 de fevereiro – Uber começa a funcionar em São Luís

22 de fevereiro – SMTT se posiciona pela primeira vez contra o Uber

2 de março – Internautas fazem abaixo-assinado para manter Uber em SL

11 de abril – Taxistas promovem protesto contra o Uber

26 de abril – Câmara promulga lei que proíbe o Uber

28 de abril – Uber ignora lei e reafirma que manterá as atividades

6 de maio – Lei que proíbe Uber é publicada no DOM

25 de maio – Prefeitura intensifica apreensões contra o Uber

3 de junho – MP afirma que Uber segue padrões legais

20 de junho – Prefeitura recua e decide suspender apreensões de veículos Uber

19 de julho – Termina prazo para que Prefeitura se manifeste sobre o Uber

24 de julho – Uber anuncia expansão do serviço no Maranhão

Relacionados

Deputado Levi Pontes recebe apoio do ex-vereador d... Deputado Levi Pontes recebe apoio do ex-vereador de São Luís Professor Lisboa O deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) recebeu, em seu gabinete na ...
Condomínio Copenhagen será lançado nesta quinta-fe... Condomínio Copenhagen será lançado nesta quinta-feira (19) em evento especial Um condomínio inspirado na arquitetura dinamarquesa e que privilegia...
Sucesso nacional com hit Amor Falso, Aldair Playbo... Cantor Aldair Playboy faz show nesse sábado (21) no Allure O cantor paraibano Aldair Playboy será atração de festa em São Luís. O dono do hit Amor...

1 Comment

  1. Rapaz esses taxistas estão perdendo tempo e dinheiro.

Comments are closed.

© 2018 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑