Tag: Governo do maranhão (page 2 of 5)

Mais Saúde realiza mais de 11 mil atendimentos em São José de Ribamar

Mais Saúde realizado no Liceu Ribamarense, em São José de Ribamar

A Secretaria de Estado da Saúde contabilizou 11.178 atendimentos na 12ª edição do Mais Saúde, no Liceu Ribamarense I, durante este sábado (21) e domingo (22). Entre os serviços mais procurados pelos usuários estiveram os testes rápidos para diagnóstico de sífilis, Aids e hepatites, aferição de pressão e teste de glicemia, além da emissão de documentos na carreta do Viva.

“O Mais Saúde reforça o atendimento na atenção básica em municípios da Grande Ilha. Além da capital, já havíamos realizado edições na Raposa e em Paço do Lumiar. Em Ribamar, na primeira ação, obtivemos uma resposta positiva dos usuários. Por meio deste projeto, o Governo do Maranhão expande o acesso da população aos serviços básicos de saúde”, explica o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Mais Saúde realiza mais de 11 mil atendimentos em São José de Ribamar.

A parceria com a prefeitura de São José de Ribamar garantiu ampliação nas equipes de atendimento do Mais Saúde. “Trouxemos nossa equipe de profissionais de saúde, além de dentistas e também oftalmologistas. Trouxemos também uma equipe de vacinação para reforçar a imunização. Fizemos tudo o que podíamos para somar e o resultado não poderia ser diferente do que temos aqui, muitos atendimentos sendo realizados para a população”, disse o prefeito Luis Fernando.

Na Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer, exames preventivos, exames laboratoriais e consultas odontológicas reforçaram as ações de combate ao câncer, especialmente câncer de colo de útero e de boca.

Silvana da Silva, estudante de 21 anos, realizou o preventivo e elogiou a rapidez no atendimento. “Cheguei e com pouco tempo eu fui atendida”, contou.

A dona de casa Nayane Pereira, 23 anos, levou o filho para tirar a carteira do SUS e fazer consulta com o dentista. “Eu queria que todo mês tivesse, muito bom ter isso aqui tão perto de casa”, disse.

A 12ª edição do Mais Saúde ofertou, ainda, consultas com clínico geral, pediatra, orientações sobre saúde bucal, tabagismo, diabetes e hipertensão, além de vacinação para todas as faixas etárias.

Visita do governador

No sábado (21), o governador Flávio Dino visitou a 12ª edição do Mais Saúde e recebeu o título de Cidadão Ribamarense da Câmara de Vereadores de São José de Ribamar.  “Uma casa para prosperar precisa ter união. Uma casa dividida é fraca. E nós estamos vendo aqui como isso se aplica a vários âmbitos da vida. Essa ação de hoje é a prova de que com união, conseguimos que São José de Ribamar e todo o Maranhão tenham mais benefícios e mais ações”, enfatizou o governador. 

Candidatos do concurso da Saúde são convocados para etapa de avaliação de títulos e experiência profissional

Com a convocação para a prova de títulos e experiência profissional, última etapa do concurso público da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para preenchimento de 1000 vagas para o quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), os candidatos têm até 25 de abril para efetuarem a entregar da documentação. A convocação dos candidatos foi divulgada nesta quinta-feira (19) pelo Instituto AOCP.

“Desde o período das inscrições até aqui, o concurso público para a Saúde tem sido marcado pela mais absoluta normalidade, obedecendo fielmente os critérios estabelecidos no edital. Graças ao bom andamento dos trabalhos, chegamos à última etapa dentro da previsão originalmente traçada”, destacou Vanderley Ramos, presidente da Emserh.

A prova de títulos e experiência profissional será realizada para todos os candidatos que concorrem as vagas de nível superior. Os candidatos aprovados para a prova de títulos deverão apresentar os diplomas de doutorado, mestrado, especialização, produção científica ou aperfeiçoamento – com pontuação que varia de 0.3 a 3.10.

Para os candidatos classificados para os cargos de nível médio, será considerada apenas a experiência profissional. Por cada ano de experiência, o candidato terá um ponto, conforme tabela de pontuação no Edital de Abertura n° 01, na Tabela 11.2.

Prazos 
Os candidatos deverão entregar a documentação necessária para avaliação na Prova de Títulos no período das 10h do dia 19 até as 14h do dia 25 de abril, observado o horário oficial de Brasília (DF). Os convocados devem preencher o Formulário de Cadastro de Títulos e Experiência Profissional disponível no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br.

Após preencherem o formulário, os candidatos precisam imprimir duas vias do comprovante de cadastro dos títulos, reter uma para si e enviar a outra juntamente com os documentos comprobatórios via Sedex com AR (Aviso de Recebimento) para o endereço informado nas etiquetas geradas até o dia 25 de abril (será observada a data de postagem).

Vale lembrar que todos os documentos deverão ser preenchidos uma única vez no formulário de cadastro de títulos, conforme disposto no Edital de Abertura n° 01, na Tabela 11.2 e 11.3. No caso da existência de dois ou mais formulários de cadastro de títulos preenchidos por um mesmo candidato, para o mesmo emprego, será considerado o último cadastro realizado, sendo os demais cadastros cancelados automaticamente, desconsiderando-se as informações neles registradas.

O concurso da Emserh é válido por dois anos, contado a partir da data de homologação do resultado final do certame, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, por conveniência administrativa.

Chuva deixa 2.006 pessoas desabrigadas no Maranhão

Chuva afetou 20 cidades em todo o estado do Maranhão

Cerca de 2006 famílias em 20 municípios sofrem com as consequências da chuva no Maranhão, de acordo com o relatório da Defesa Civil Estadual divulgado neste domingo (15).  A maior parte destas famílias estão no município de São João do Sóter, com 483 famílias; seguido de Tuntum, com 335; Presidente Vargas, com 300; Trizidela do Vale, 205; e Brejo, 200.

Estão na lista dos municípios afetados pelas chuvas: Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Caxias, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, Bacabal, Imperatriz, São João do Sóter, Tuntum, Codó e Formosa da Serra Negra, que já emitiram notificação à Defesa.

Até agora nove cidade decretaram oficialmente situação de emergência: Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter, Tuntum e Caxias. As cidades de São Luís Gonzaga, Rosário, Timbiras, Cantanhede, Nina Rodrigues, Paulino Neves e Araioses estão em estado de alerta.

Gestão estadual tem coordenado esforços para ajudar famílias atingidas pelas enchentes

O Governo do Estado mantém o reforço do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Centro Tático Aéreo (CTA) e secretarias estaduais para prestar o acolhimento aos atingidos pelas chuvas. Também está sendo dado apoio com distribuição de mantimentos às populações, dependendo da demanda – entre estes, cestas básicas de alimentos, medicação e itens como roupas, colchonetes, filtros e água.

Foram enviados até o momento pouco mais de 1.900 mantimentos às cidades atingidas. Beneficiários do programa Bolsa Família tiveram os repasses mensais adiantados, nas cidades em situação de emergência.

Ações do Governo

No conjunto de medidas desenvolvidas pelo Governo está a execução de programas como o Mais Asfalto, para recuperar as vias danificadas pelas águas; e auxílio do programa Cheque Minha Casa (aos que estão em situação de emergência) a ser utilizado pelos afetados para compra de mantimentos, utensílios e eletrodomésticos, dependendo da necessidade da família.

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão (CEPDEC-MA) segue reunindo com as prefeituras para levantamento dos problemas e definição da assistência a ser prestada, além de manter reforço nas localidades, auxiliando nas ações e gerenciamento dos desastres.

“Nosso efetivo está mobilizado para a assistência, de respostas às primeiras demandas e, posteriormente, à reconstrução dos danos nas cidades atingidas pelas chuvas. Estamos em alerta à situação dos municípios maranhenses que sofrem com este que é um dos períodos chuvosos mais intensos. Temos nos reunido com as prefeituras e as comunidades para reverter esse quadro e restaurar o cotidiano das famílias atingidas”, destacou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto de Araújo.

Corpo de Bombeiros resgata homem após acidente na cidade de Pedreiras

Corpo de Bombeiros de Trizidela do Vale e a Polícia Militar foram acionados para realizarem o atendimento

O Corpo de Bombeiros realizou o resgate de uma vítima de acidente de trânsito neste sábdo (14). O acidente ocorreu na cidade de Pedreiras, distante 276 km de São Luís. O motorista de um veículo do tipo picape Toro perdeu o controle do automóvel quando passava por uma ponte e caiu dentro de um igarapé.

O impacto causou grande avaria no veículo, que após a queda, permaneceu emborcado dentro do igarapé, o motorista, identificado como Dr. Vando, ficou preso às ferragens. Segundo testemunhas, Vando seguia em sua Toro, sentido Avenida Rio Branco, e, ao passar sobre a ponte, não conseguiu controlar o veículo, resultando no acidente.

O Corpo de Bombeiros de Trizidela do Vale e a Polícia Militar foram acionados para realizarem o atendimento, a prioridade era retirar o condutor das ferragens, já que o volume de água dento do automóvel ameaçava a vida do motorista. Os bombeiros usaram um desencarcerador hidráulico para realizar cortes no veículo e alcançar a vítima.

Após uma rápida intervenção da equipe, o motorista foi retirado com segurança e encaminhado para o hospital.

Equipes levam resgate, água e alimentos a prejudicados pelas chuvas

Equipes de resgate auxiliam atingidos pela chuva em Caxias

Centenas de pessoas atingidas pelos estragos das chuvas nos últimos dias recebem apoio do Governo do Estado com as ações de equipes do Corpo de Bombeiros, Centro Tático Aéreo e das secretarias de referência. Segundo a Defesa Civil do Estado, pelo menos 15 cidades foram alvo de enchentes e enxurradas.

As equipes de salvamento prestam reforço realocando as populações desabrigadas, monitorando a situação de risco e fazendo, junto às prefeituras, levantamento das necessidades prioritárias. Nesta quarta-feira (11), o Governo do Maranhão enviou remessas de mantimentos a cidades afetadas.

Em Tuntum, uma das mais recentes na lista de atingidas, equipe do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil articula com a Prefeitura local as medidas tomadas na região. Além das famílias desabrigadas, as chuvas comprometeram as vias de acesso, dificultando a chegada do salvamento ao local.

Um helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA) foi disponibilizado permitindo que a ajuda chegasse à cidade. Com as equipes em solo, todos os desabrigados foram retirados das áreas alagadas e transferidos a locais seguros.

Moradores tentam salvar alguns objetos de casas que ficaram alagadas em Tuntum . (Foto: Divulgação/Paulino Silva)

Outra cidade em que as equipes atuaram foi Caxias, onde houve transbordamento do riacho afluente do Rio Itapecuru no povoado Riachão. Foram socorridas seis famílias com retirada emergencial do Corpo de Bombeiros.

Apoio

A ajuda humanitária inclui distribuição de mantimentos, cestas básicas de alimentos, medicação e itens como roupas, colchonetes, filtros e água.  A remessa enviada nesta quarta-feira atende solicitação das prefeituras de Bacabal, Trizidela do Vale e Pedreiras, totalizando aproximadamente 600 itens.

Na última semana, os mantimentos beneficiaram as famílias desabrigadas em Marajá do Sena.

A Secretaria de Desenvolvimento Social já enviou 650 cestas básicas, 250 colchões, 200 galões de 20 litros de água e 200 filtros de barro para quatro municípios atingidos pelas chuvas. A assistência continua até a normalização da situação.

Cidades atingidas

Em Bacabal, o suporte enviado pelo Governo se soma ao efetivo do Quartel do Corpo de Bombeiros local, que prestou os primeiros atendimentos pós-enchentes. Na lista de municípios prejudicados e já atendidos pela força-tarefa do Governo estão ainda Presidente Vargas, Imperatriz e Brejo.

Equipes dos Bombeiros e Defesa Civil mantêm contato com as prefeituras de Cantanhede, Timbiras, São João do Soter, Nina Rodrigues, São Luiz Gonzaga, Rosário, Esperantinópolis, Lago dos Rodrigues e Balsas para definir as medidas.

O coordenador da Defesa Civil, o capitão Izaac Matos ressalta que os municípios do Centro Maranhense são os mais atingidos e demandados, boa parte pela sua condição de proximidade de rios ou córregos que tiveram o nível elevado. Em alguns casos, onde esse nível possa aumentar, as prefeituras de pronto acionam Bombeiros e Defesa, que ficam a postos.

Em Trizidela, um posto de comando foi instalado no Quartel do Corpo de Bombeiros, local para agilizar o atendimento às demandas. “Técnicos da Defesa também estão nesse posto para melhorar a resposta e melhor direcionar as informações”, reforça Izaac Matos.

Força-tarefa

O Governo do Estado vem trabalhando em parceria com as prefeituras e apoio do Governo Federal em cidades que já declararam calamidade pública ou estão com o processo em andamento. A situação de emergência é decretada diante dos prejuízos contabilizados pelos municípios.

Paralelamente, ações assistenciais são organizadas pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDECMA) em conjunto com as prefeituras. A equipe da CEPDECMA auxilia na condução das ações e gerenciamento do desastre. Os municípios que já decretaram situação de emergência foram Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela do Vale e Lago dos Rodrigues.

Maranhão é destaque em conferência da OMS na Europa

Secretário Carlos Lula representou o Maranhão em evento da OMS em Copenhague

“Esperamos que soluções criativas, como a experiência do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, apresentada durante o ‘Diálogo Global sobre financiamento para prevenção e controle de doenças não transmissíveis – DNTs’, em Copenhague, possam servir de inspiração para novas fontes de financiamento dos sistemas de saúde”, o trecho da palestra do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, repercutiu durante os três dias da conferência promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Representantes de Estado, presentes ao evento, discutiram a criação do financiamento e analisaram possibilidades de incluir a iniciativa em seus países.

Com uma população de 200 mil habitantes, o representante do Ministério de Finanças, Comércio e de Economia Azul de São Tomé e Príncipe, Lindley Monteiro de Jesus, contou que o desafio é definir as linhas de prioridade dos recursos em um país pequeno, mas repleto de necessidades urgentes.

“A nossa população é bem menor, assim como nossos recursos. Um fundo de investimentos em saúde pode ser uma saída, já que precisamos repartir o dinheiro com diferentes setores, e, ao mesmo tempo, precisamos ter o foco nas áreas prioritárias da saúde para evoluir no nosso sistema de assistência à população”, analisou.

Secretário Carlos Lula representou o Maranhão em evento da OMS em Copenhague

Também da região da África Ocidental, a diretora geral do Planejamento, Orçamento e Gestão da República de Cabo Verde, Serafina Alves, considerou a criação do Fundo uma importante demonstração do Governo do Maranhão com a saúde. Segundo a diretora, em Cabo Verde os investimentos estão limitados por desinteresse governamental.

“Nosso país é pequeno, mas muito precário desde a atenção básica. Muitos pacientes precisam ser enviados para atendimento em Portugal, o que gera alto custo com transporte aéreo. Um fundo assim nos ajudaria em diversas áreas, inclusive na oncológica, mas diferente do Maranhão, a falta de apoio político nos coloca muitos impedimentos”, contou Serafina Alves.

Para o Dr. Si Thu Win Tin, chefe do Departamento de Doenças Não Transmissíveis da Comunidade Pacífica, em Fiji, na Ásia, a criação de um fundo de investimentos na área do câncer reflete a sensibilidade dos líderes com as necessidades de saúde da população.

“Quando um local como o Maranhão, que ninguém conhecia até agora, compartilha conosco o sucesso na criação de uma iniciativa tão importante, vemos que não há impedimento por maior ou menor que seja seu estado, seu país. Os grandes investidores estão cada vez mais escassos, mas isso não deveria ser um impedimento a nossa criatividade para garantir mais dinheiro para saúde. Precisamos ser criativos, precisamos de mais dinheiro, ele nos ajuda a salvar mais vidas, isso importa mais”, pontuou.

Conferência Internacional

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, palestrou sobre o Fundo Estadual de Combate ao Câncer durante o ‘Diálogo Global sobre financiamento para prevenção e controle de doenças não transmissíveis (DNTs)’, a convite da Organização Mundial da Saúde (OMS), em Copenhague, capital da Dinamarca, entre os dias 9 a 11 de abril.  O evento reuniu políticas públicas exitosas na prevenção e combate de doenças como câncer, diabetes, doença cardiovascular, entre outras.

Carlos Lula destacou a seriedade das medidas para tratamento adotadas no Maranhão

No primeiro dia da conferência, o secretário do Estado da Saúde, Carlos Lula, apresentou a experiência do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, mantido através de alíquotas de impostos sobre cigarros e bebidas no Maranhão. Os recursos financeiros são usados em unidades públicas de atendimento especializado, servindo também para expansão e descentralização dos serviços para os municípios do interior do estado. Além disso, podem ser usados na aquisição de equipamentos essenciais à prevenção, diagnóstico e tratamento das neoplasias, tais como mamógrafos e aceleradores lineares.

Em janeiro de 2018, primeiro mês do cumprimento do repasse da arrecadação, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) encaminhou cerca de R$ 650 mil ao Fundo. O Maranhão foi o único representante do Brasil, convidado pela OMS, para apresentar estratégias de financiamento, durante o painel ‘Mobilizando recursos domésticos para doenças não transmissíveis: aprendendo por meio de experiências dos países’.

Secretário Carlos Lula é eleito vice-presidente do Conass para o Nordeste

Entidade reúne os 27 secretários estaduais de Saúde do Brasil

O secretário de Estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, foi eleito o novo vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) para a Região Nordeste, nesta quarta-feira (21), em Brasília. A entidade, que reúne todos os 27 secretários estaduais de Saúde do Brasil, também escolheu a nova diretoria para a gestão 2018/2019.

A eleição do chefe da pasta da Saúde do Maranhão para o cargo de vice-presidente foi realizada de forma unânime por todos os representantes do Nordeste. Segundo Carlos Lula, o desafio é unificar as estratégias dos nove Estados do Nordeste para garantir maior eficácia às ações no âmbito da saúde pública nesta região do país.

“É uma alegria compor a diretoria do Conselho. A gente tem uma missão que é estabelecer uma pauta unificada do Nordeste – aspecto já mencionado para o presidente do Conass. Temos problemas comuns, temos desafios comuns. Além disso, a gente pretende fazer, em breve, um evento, primeiramente no Maranhão, para que possamos discutir e compartilhar as experiências exitosas dos estados”, antecipou o secretário Carlos Lula.

O encontro também elegeu o novo presidente do Conass, Leonardo Vilela, secretário de Estado da Saúde do Goiás, que enfatizou a importante atuação do secretário do Maranhão nos debates do Conselho.

“O secretário Carlos Lula é um secretário extremamente atuante, participa de todas as assembleias do Conass. Ele tem contribuído sobremaneira com suas ideias no nosso debate sobre saúde pública no Brasil e, agora na condição de vice-presidente do Conass para a Região Nordeste, vai contribuir de forma ainda mais incisiva. Será uma grande honra trabalhar com Carlos Lula”, disse.

Para a gestão 2018/2019, foram eleitos ainda os vice-presidentes da Região Norte, Vitor Manuel Jesus Mateus (SES/PA); Região Sul, Acélio Casagrande (SES/SC); Região Sudeste, Ricardo de Oliveira (SES/ES); e, Região Centro Oeste, Humberto Fonseca (SES/DF).

Governo assiste dependentes químicos durante ação no Mercado Central

Ação também disponibilizou serviços de saúde à comunidade

O Governo do Estado, por meio das Secretarias de Estado da Saúde (SES) e da Segurança Pública (SSP), realizou a Operação Resgate, nesta terça-feira (20), com oferta de tratamento a pessoas em situação de rua que são usuárias de álcool e outras drogas. A ação, que está em sua segunda edição em 2018, foi realizada na região do Mercado Central de São Luís e ofereceu uma série de serviços de saúde e assistência especializada.

Para Marcelo Costa, diretor do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD Estadual) da SES, a Operação Resgate reforça a realização de tratamento oportuno, voltado para o cuidado e incentivo ao tratamento continuado dos dependentes químicos nas unidades de saúde do estado.

“A gente tem observado nos últimos anos que estas pessoas têm acreditado na possibilidade de sair desse processo de dependência química. Muitos deles gostariam de sair, mas são impedidos pelas circunstâncias. Quando encontram uma pessoa que dão a eles apoio, a gente nota que há uma interação deles com o serviço e se motivam a aceitar algum tipo de internação e intervenção”, afirmou Marcelo Costa.

    Assistência a dependentes químicos na região do Mercado Central

Durante a ação, sete pessoas em situação de rua, usuários de álcool e outras drogas, foram encaminhados para tratamento nas unidades estaduais. “Nós recebemos vários moradores aqui. Nossa equipe orienta sobre como é o tratamento e fica a cargo deles decidir se querem ou não fazer”, disse o delegado Joviano Furtado, titular do 1º Distrito da Polícia Civil no Centro.

Maria Bruna Campos Rodrigues, de 32 anos, procurou a equipe da Operação Resgate para solicitar internação. “Isso não é vida não. Eu quero mudar, não dá mais para mim viver largada assim. Eu tinha uma vida normal, mas infelizmente caí nesse mundo e não consigo sair”, contou.

A possibilidade de iniciar o tratamento levou João Carlos Pinheiro, de 46 anos, a receber o apoio na ação. “Estou na rua há uns 15 anos. Eu quero recomeçar. Não quero mais viver assim”, disse.

Serviços de saúde
Além do resgate de usuários de álcool e outras drogas, o Caps AD realizou 400 atendimentos para acesso a serviços de saúde para a população tais como: vacinação (tétano, gripe, hepatite e febre amarela), aferição de pressão, glicemia e atendimento clínico.

Cidadania
O delegado Joviano Furtado destacou a importância de fortalecer a assistência aos pacientes e, também, criar oportunidades de reinserção no mercado de trabalho. As pessoas que terminam o tratamento são encaminhadas para um curso profissionalizante para ajudar nesse processo de reconstrução.

“Nós fizemos uma parceria com o Senac para que fossem oferecidos cursos profissionalizantes para nossos pacientes, como forma de oferecer um futuro para eles. Eles têm interesse em mudar de vida, mas precisam de assistência e é isso que ofertamos para eles”, disse.

Governo inicia obras de conclusão da reforma da Unidade Mista do Maiobão

Obras na Unidade Mista do Maiobão já iniciaram nesta segunda (Foto: Julyane Galvão)

As obras de reforma da Unidade Mista do Maiobão, em Paço do Lumiar, iniciaram nesta segunda-feira (19). A garantia para a agilidade foi dada pelo governador Flávio Dino, ainda no sábado (17), quando assinou a ordem de serviço. O prazo para entrega do novo espaço, da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), está previsto para oito meses.

“Papel já assinaram muitas vezes. Mas comigo é assim: assina, a obra começa. Segunda-feira pode vir aqui e ver a obra andando”, afirmou o governador Flávio Dino na ocasião. Durante a solenidade, já era possível encontrar trabalhadores fazendo a capina do terreno.

Quando finalizada, a Unidade Mista do Maiobão terá 26 leitos de internação (seis deles pediátricos), 12 leitos de observação (quatro de pediatria), 10 consultórios (cinco ambulatoriais), dois centros cirúrgicos, sala de curativos, sala de estabilização com três leitos e sala de aplicação de medicamentos adulto e infantil.

Contará ainda com serviços de enfermagem, fisioterapia, serviço social, nutrição e farmácia, além da realização dos exames de análises clínicas, ultrassonografia, Raio X e eletrocardiograma.

A unidade prestará atenção à saúde de média complexidade, com atendimentos ambulatoriais, atividades assistenciais de urgência/emergência e assistência em regime de internação hospitalar nas especialidades clínica e pediátrica. “A unidade ganhará um centro cirúrgico, que não tinha antes. Mulheres com parto de risco habitual, ou seja, as mulheres que não tenham partos de alto risco poderão ter o filho em Paço do Lumiar. É o a gestão do governador Flávio Dino fazendo tudo pela população da cidade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A obra está orçada em R$ 4.728.251,88 e será executada pela Secretaria de Infraestrutura do Maranhão (Sinfra) com recursos da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Novo ânimo 
A população de Paço do Lumiar ficou esperançosa com a assinatura da ordem de serviço e início imediato das obras na Unidade Mista do Maiobão. Maria de Jesus Moraes, marisqueira, de 59 anos, disse que a reforma virá em boa hora para a comunidade. “Eu estava esperando por isso. Vai ser bom porque terá urgência e emergência, maternidade. Aqui é carente. Agradeço a Deus e ao governador porque ele está fazendo e trabalhando muito”, comentou.

A aposentada Marcela Silva, de 63 anos, disse que tem fé na conclusão da obra. “Acho que agora vai. Estou com fé no Flávio Dino. Para a gente que mora aqui é muito importante. Tenho certeza que o governador vai começar e terminar a reforma. Ele tem cumprido o que diz. Ele prometeu o Corpo de Bombeiros e fez. Ele está dizendo que vai fazer a unidade, é porque vai fazer”, ressaltou.

O taxista José Benedito Silva, de 59 anos, contou que já havia participado, em outras ocasiões, de reuniões como líder comunitário para melhoria do município. Para ele, a unidade é uma necessidade, uma vez que é uma das maiores cidades do Maranhão. “Paço do Lumiar é hoje o sexto município do estado. Tem muitas pessoas aqui, então precisa de um suporte desse em nossa comunidade para sanar os problemas que a gente enfrenta. Graças a Deus está vindo a reforma, a comunidade agradece”, disse.

Folha de São Paulo destaca construção do Porto São Luís, que deve gerar 5 mil empregos

Maranhão foi destaque mais uma vez no cenário nacional

O Maranhão é mais uma vez destaque positivo no cenário nacional. Repercutiu na edição desta segunda-feira, 19, no jornal Folha de São Paulo, o acordo entre o Governo do Estado e a China, para a construção do Porto São Luís, terminal privado de multicargas que vai gerar cerca de 5 mil empregos e permitir escoamento de milhões de toneladas de grãos e minério de ferro. A publicação destaca a importância do empreendimento citando sua capacidade de quase dobrar a movimentação do Porto do Itaqui.

O jornal reforça que apesar da crise econômica, os chineses veem oportunidades de negócios viáveis e apostam no Brasil, que já é parceiro da China na exportação de grãos. Em 2017, 79% da soja produzida nacionalmente foi exportada ao país oriental.

O Maranhão atrai o interesse pelas condições climáticas, solos férteis, e, principalmente, a posição estratégica. Entrevistado na matéria, o governador Flávio Dino enfatiza que o novo porto será um complemento ao Porto do Itaqui e que isso é positivo para o Maranhão.

As exportações realizadas no Porto São Luís devem alcançar 15 milhões de toneladas por ano, pontua a Folha de São Paulo. São grãos – soja e milho – que responderão por pouco mais de 70% da movimentação; fertilizantes, petróleo e carga geral.

Na primeira etapa de construção serão gerados cinco mil postos de trabalho, diretos e indiretos, em diversas áreas de serviço. O Porto São Luís vai ocupar área de 200 hectares com seis berços, ponte de acesso, mais acesso rodoferroviário e ferroviário (linha férrea em formato da fruta, usada no descarregamento de vagões e manobra de trens). A obra terá investimento de R$ 1,7 bilhões.

O Porto São Luís será comandando pela Communications Construction Company (CCCC) an América, gigante chinesa da área de infraestrutura e construção, majoritária nas ações. Participam ainda a brasileira WPR, de São Paulo, fundada em 1981, que atua na construção civil, desenvolvimento imobiliário e logística; e Lyo Capital Partners, do ramo de prospecção de fundos por participação da iniciativa privada.

Na ocasião de formalização do acordo, o empresário que comanda a CCCC, Chang Yunbo, enfatizou que este será um importante passo do estado para o maior desenvolvimento de suas potencialidades portuárias. A construção do Porto São Luís integra a política de atração de investimentos da gestão, desenvolvida desde 2015.

Older posts Newer posts

© 2020 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑