Aprovado projeto que garante acesso gratuito a autistas em estádios

Projeto garante gratuidade à autistas e acompanhantes

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou o Projeto de Lei 60/2017 que concede gratuidade de entrada nos estádios, ginásios esportivos e parques aquáticos do Maranhão, em todas as competições que se realizarem, às pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seu acompanhante.

O deputado Wellington do Curso (PP), autor do projeto destacou a aprovação e disse que é uma forma de se estabelecer a inclusão em sua plenitude no Maranhão.

“Nós sabemos que muitos são os desafios que enfrentamos quando o assunto é acessibilidade. O desafio é ainda maior quando se discute sobre inclusão. Temos muitas teorias, mas na prática, há pouco sendo feito. Com o objetivo de efetivar o direito ao lazer é que lançamos essa proposta que, inclusive, já é lei em outros estados. O autista tem direitos e isso não pode ficar só na teoria. É preciso efetivar e garantir a inclusão no Maranhão”, pontuou Wellington.

O autismo é uma doença congênita que se revela ao longo do desenvolvimento da criança. Os principais sintomas são a falta de interação com outras pessoas, dificuldade de se comunicar e isolamento.

A descoberta do diagnóstico geralmente é feita na primeira infância. “Nessa fase que a criança começa a conviver com outras crianças, na creche ou na fase pré-escolar, ela necessariamente tem que conviver com outras crianças, mas o autista não quer, ele se isola”, diz psicólogo Rafael Carlos.

O transtorno, que pode variar de intensidade de pessoa para pessoa, é caracterizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como doença psiquiátrica. Raphael esclarece que existem vários graus e subtipos da doença.

O autismo não tem cura, mas pode ser tratado de forma a melhorar a qualidade de vida do paciente. “O ideal é que se comece o tratamento com incentivos precoces, assim que diagnosticado o problema. Para isso é necessária uma equipe multiprofissional, com terapeutas, psicólogos e fonoaudiólogos”, defende o psicólogo.

Comments are closed.

© 2019 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑