Seis suspeitos foram apresentados na segunda-feira (19) pela SSP

Seis dos nove envolvidos na morte da adolescente Lorena Luiza da Silva Furtado, de 17 anos, que estava desaparecida desde maio do ano passado foram apresentados pela Secretaria de Segurança Pública nesta segunda-feira (20). A motivação para o crime, segundo os suspeitos, teria sido o fato de a vítima pertencer a uma facção rival.

Ossada pode ser de jovem desaparecida desde maio de 2017

Segundo a Polícia, a causa da morte foi traumatismo craniano e a confirmação veio junto com o resultado do exame pericial que comprovou que a ossada encontrada no sítio era de Lorena. O sétimo envolvido já teria morrido, de acordo com a polícia, e os outros dois são adolescentes.

“A partir dessas prisões houve confissão, houve amostra dos locais e houve o esclarecimento das ocorrências”, declarou o delegado Carlos Alberto Damasceno durante a apresentação dos suspeitos.

A adolescente Lorena Luiza Silva Furtado tinha 17 anos e estava desaparecida desde o dia 6 de maio de 2017. A ossada dela foi encontrada no dia 9 de março deste ano, em um sítio na Vila Luís Fernando, em Paço do Lumiar.