Justiça determinou que sindicato coloque pelo menos 60% da frota nas ruas na segunda-feira (5)

A Justiça decretou que 60% da frota de ônibus do sistema de transporte público de São Luís na segunda-feira (5). A decisão foi tomada depois da ameaça de greve anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão.

A ação é referente à Ação Declaratória com pedido Liminar de Tutela Provisória de Urgência ajuizada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

O sindicato dos rodoviários pede 13% de reajuste salarial, ticket alimentação de R$ 650 e a manutenção de outras cláusulas eu compõe a convenção coletiva de trabalho. De acordo com o presidente do sindicato, Isaías Castelo Branco, os empresários ofereceram apenas 2,5%.

Prefeitura descarta aumento

O indicativo de greve fez com que surgissem, mais uma vez, suposições apontando para um possível aumento do valor das tarifas dos ônibus.

A prefeitura de São Luís chegou a descartar o reajuste, contudo, vale lembrar que a passagem do transporte urbano deve ser reajustada a partir do dia 22 de julho como consta no contrato de licitação 017/2016 (Veja foto abaixo).

Em quase quatro anos de governo, o prefeito Edivaldo Júnior aumentou três vezes a passagem de ônibus.

Cronologia dos aumentos

O primeiro reajuste no preço das tarifas de ônibus ocorreu em junho de 2014, após 16 dias de greve dos rodoviários. Na ocasião, o reajuste foi de 23% (R$ 0,30) em todas as tarifas. Foi extinta a “domingueira”, desconto de 50% aos domingos, e ficou acordada a compra de 250 ônibus novos.

O segundo aumento aconteceu em março de 2015, quando houve reajuste de 16% nas tarifas. O valor da tarifa cobrada na maioria dos coletivos ficou assim: de R$ 2,40 para R$ 2,80, enquanto as mais baratas passarão de R$ 1,90 para R$ 2,20 e R$ 1,60 para R$ 1,90.

Já o último aumento ocorreu em março deste ano quando as passagens tiveram os seguintes aumentos: de R$ 1,90 para R$ 2,20 (nível 2); de R$ 2,20 para R$ 2,50 (nível 3); e de R$ 2,60 para R$ 2,90 (nível 4). Nas linhas semiurbanas integradas o valor da passagem passa para R$ 2,90 e o Expresso Metropolitano para R$ 3,10.

Relacionados

Professores farão passeata contra perda de direito... Movimento foi convocado pelo MO.VA.SE Progressão salarial é uma das das reivindicações Professores e profissionais da rede municipal de ensino em ...
Adolescente confessa participação na execução de e... Adolescente confessa participação na execução de eletricistas da Cemar em São Luís Um adolescente foi apreendido pela Polícia Militar na tarde des...
Redução de ocorrências a bancos reflete eficiência... Redução de ocorrências a bancos reflete eficiência de ações da Segurança Pública Diminuíram em 18,6% os registros contra agências bancárias no Mar...