Envolvidos no assassinato de sargento reagiram a cerco e acabaram alvejados. Um morreu e os outros dois estão hospitalizados.

Um dos envolvidos na morte do sargento da Polícia Militar Antonilson Póvoas Sousa, 46 anos, morreu em confronto com a polícia nesta terça-feira (21). Segundo a polícia, o bandido morto foi identificado como Erinaldo e teria reagido ao cerco policial.

Outro bandido envolvido no assassinato do sargento da PM também foi baleado durante esta ação realizada com o apoio do CTA. Ele foi identificado como João Marcelo dos Santos e é apontado com o autor dos disparos que vitimaram o policial no Maiobão.

O terceiro envolvido no ataque ao sargento Antonilson segue internado no Hospital Clementino Moura (Socorrão 2). Davi Everton Rodrigues, 18 anos, foi baleado durante o atentado contra o policial na noite de segunda-feira (20).

Relembre
Criminosos tentaram roubar um veículo na Avenida 10, considerada a via principal do bairro, quando eles descobriram que o carro pertencia ao policial militar. O policial reagiu, houve troca de tiros e o sargento foi atingido na cabeça.

O militar foi socorrido e levado para o Hospital Clementino Moura (Socorrão 2), no bairro Cidade Operária, e na madrugada de terça-feira (21) foi encaminhado para o Hospital do Servidor. Porém, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu.