Por causa da chuva, carros ficaram praticamente submersos no Renascença

A chuva que iniciou ainda na madrugada desta segunda-feira (16), continuou durante toda esta manhã, e trouxe diversos transtornos para os moradores da Região Metropolitana de São Luís. Praticamente todas as principais avenidas da cidade ficaram alagadas deixando o trânsito complicado.

Na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Cohab, a água tomou conta de toda extensão da via, dificultando a passagem de veículos e pedestres. O problema também foi registrado na Avenida Colares, no bairro Renascença, área nobre da cidade.

Alagamentos foram registrados em vários pontos da cidade

Situação semelhante na Avenida São Marçal, no bairro João Paulo, onde trânsito ficou paralisado por causa do grande volume de água que escorreu na avenida. Houve registro de alagamentos no Cohafuma, onde o trânsito ficou parado, na Avenida dos Africanos, próximo ao bairro Coroado, que também ficou alagada e na Avenida Beira-mar.

Em um condomínio, localizado no Altos do Calhau, parte de um muro caiu com a enxurrada da chuva.

Avenida Beira-mar também ficou alagada

Em todo o estado mais de duas mil pessoas estão desabrigadas em consequência do grande volume de chuva registrado nos últimos dias. Pelo menos 20 cidades foram afetadas pela chuva, sendo que nove estão em situação de emergência: Caxias, Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter e Tuntum.

Veja o vídeo 

Relacionados

Professores farão passeata contra perda de direito... Movimento foi convocado pelo MO.VA.SE Progressão salarial é uma das das reivindicações Professores e profissionais da rede municipal de ensino em ...
Adolescente confessa participação na execução de e... Adolescente confessa participação na execução de eletricistas da Cemar em São Luís Um adolescente foi apreendido pela Polícia Militar na tarde des...
Redução de ocorrências a bancos reflete eficiência... Redução de ocorrências a bancos reflete eficiência de ações da Segurança Pública Diminuíram em 18,6% os registros contra agências bancárias no Mar...