Moradores reclamam da falta de infraestrutura do bairro e do abandono do poder público na região

Alegando falta de infraestrutura e situação precária do sistema de galerias e de esgoto, moradores atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, em sinal de protesto. A manifestação ocorre na altura do bairro do Coroado e interditou as duas vias da Avenida dos Africanos.

Segundo os manifestantes, a Prefeitura de São Luís chegou a iniciar uma obra de drenagem e novas galerias no bairro, mas nenhum serviço foi efetivamente realizado até o momento. A comunidade sofre com alagamentos constantes e reivindicam melhorias há cinco anos.

O trânsito está lento em decorrência da manifestação e outras vias também sofreram com o protesto. A Avenida Daniel de La Touche, dos Franceses e Jerônimo de Albuquerque também sofreram transtornos. Motoristas tentam utilizar rotas alternativas para escapar do congestionamento.

Protesto visa chamar a atenção do poder público

A Polícia Militar já chegou ao local para negociar com os manifestantes e tentar desobstruir o trânsito na avenida. Manifestantes querem a presença de representantes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes.

Vale lembrar que sete dias atrás moradores dos bairros do Filipinho, Sítio Leal, Coroado, Redenção, João Paulo, Jordoa e Quintas do Machado protestaram por melhoria do asfalto e por outras obras de infraestrutura e saneamento básico.

Há uma semana moradores do Coroado participaram de protesto na Avenida São Marçal

A Prefeitura de São Luís ainda não se manifestou sobre o novo protesto, que desta vez interditou as duas vias da Avenida dos Africanos.