Date: 4 de abril de 2018

Sâmara Braúna fala de fortalecimento da OAB-MA durante evento em São Luis

A advogada criminalista e pré-candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Maranhão, Sâmara Braúna, foi bastante aplaudida durante um bate-papo informal com mulheres advogadas, ocasião em que reafirmou compromisso com uma OAB forte, dando prioridades para todas as áreas institucionais e sociais da entidade, tendo sempre como bandeira de luta a valorização da advocacia e união da classe.

Falando sobre implementar uma administração moderna na seccional, ela relatou o porquê de aceitar o desafio e a missão honrosa de disputar uma chapa pela OAB Maranhão.  “Além de acreditar que reúno credenciais para isso, exerço a advocacia há 17 anos, e atuo na área criminal há quase 10 anos. Sou de fato uma advogada militante. Conheço as dificuldades e necessidades da profissão. Não tenho plano B. Acredito na advocacia. Por isso, resolvi sair da minha zona de conforto e levar para a Ordem a minha experiência de vida e profissional, com coragem, capacidade, competência e, acima de tudo, com atitude, pois para ser advogado é preciso atitude”, destacou.

Para Sâmara Braúna, as mulheres estão avançando nas conquistas pelos espaços, entretanto, ela percebe que a representatividade da advogada dentro da OAB ainda é insípida! “Foi necessário que as mulheres que hoje estão na OAB se mobilizassem para estabelecer cotas, com participação obrigatória de pelo menos 30% de advogadas nas chapas. Mas o que precisamos mesmo é pleitear mais mulheres de poder na OAB sem que precisemos de cotas”, afirmou a criminalista.

Ela ressaltou que mulheres já ocupam os principais cargos judiciais do país. “Já temos uma presidente no Supremo Tribunal Federal, no Superior Tribunal de Justiça, na Procuradoria Geral da República. Falta mulher à frente da OAB e podemos começar pelas Seccionais. Se temos capacidade e habilidades para tantos ofícios, por que não participamos da vida classista da Ordem ocupando espaço de poder? ”, questionou.

Sâmara Braúna também enfatizou que o discurso de pluralismo que defende não é um discurso de exclusão dos homens e, sim o de inclusão das mulheres. “Defendo a equidade de gênero, o andar lado a lado com os homens.

Pretendo conclamar os advogados em geral para participarmos mais da política classista da Ordem, pois a OAB trabalha em sistema de colaboração com os poderes (Judiciário, Ministério Público, Administração Públicas, entidades sociais) e o advogado é mais que um defensor da sociedade, é um agente transformador dela”, discursou.

A advogada também destacou a luta que empreenderá por benefícios para o jovem advogado.

Presente ao bate-papo com profissionais do Direito, a advogada Halima Sauáia, falou sobre a anfitriã: “Estou acostumada a ver Sâmara às 7h30 da manhã na porta da sala do juiz, despachando com promotor, com secretário. Quero ver uma mulher assim na direção da OAB. Não uma advogada que tenha 50 estagiários para que não precise sair do gabinete, 15 advogados para não fazer uma audiência, e ter sete assistentes para se preocupar apenas com maquiagem, com salto alto. Uma mulher assim, não me representa, mas a Sâmara Braúna, que sei bem de seu espírito aguerrido, ela sim, me representa”, declarou.

Também participante do evento, a advogada Tiane Serra afirmou que toda mulher tem competência para ocupar qualquer cargo que se proponha. “O trabalho na presidência da OAB é uma tarefa árdua. Você vai sair da sua casa para ajudar um colega advogado e não vai receber nada por isso. Não financeiramente, mas vai receber mais que um retorno financeiro, pois está ajudando sua classe a se fortalecer, o que te faz crescer como pessoa. Acredito muito nas propostas da Dra. Sâmara Braúna”, destacou.

Instituto AOCP convoca candidatos classificados no concurso da Saúde

O Instituto AOCP publicou edital de convocação de aprovados

O Instituto AOCP realizará, neste sábado (7) e domingo (8), a perícia médica e a verificação da autodeclaração como pessoa preta ou parda dos candidatos classificados para o concurso público da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O certame visa o preenchimento de mil vagas do quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

Para os cargos administrativos, a verificação fenotípica será realizada, neste sábado (7), às 9h, no Colégio Estadual Benedito Leite, localizado na Praça Antônio Lobo, no Centro de São Luís. Já os candidatos convocados para a perícia médica deverão comparecer, neste sábado (7), às 13h, ao Colégio Universitário (Colun), na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Bacanga.

Confira a convocação para os cargos ADMINISTRATIVO, ASSISTENCIAL e ÁREA MÉDICA

Os candidatos da área médica realizarão a verificação fenotípica, neste sábado (7), às 10h, no Colégio Estadual Benedito Leite, localizado na Praça Antônio Lobo. A perícia médica ocorrerá, na mesma data, às 14h, no Colégio Universitário (Colun), na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Para os candidatos da área assistencial, a verificação fenotípica será neste sábado (7) e domingo (8), das 10h às 17h e das 8h às 16h, no Colégio Estadual Benedito Leite, localizado na Praça Antônio Lobo, conforme cronograma divulgado no edital de convocação. Já a perícia médica será aplicada também no final de semana, sendo sábado das 13h às 17h, e no domingo das 8h às 16h, no Colégio Universitário (Colun), na Universidade Federal do Maranhão.

Os candidatos deverão comparecer aos locais da perícia médica e a verificação da autodeclaração com antecedência mínima de 30 minutos do horário de chegada, munidos de documento de identidade original e laudo médico que ateste a espécie, o grau ou o nível de deficiência, com expressa referência ao Código Internacional de Doença (CID), assim como a provável causa da deficiência.

De acordo com o edital, os candidatos que se autodeclararam negros, pretos ou partos serão submetidos a comprovação da informação durante esta segunda fase. Para verificar se a auto declaração é verdadeira, uma comissão vai considerar os ‘aspectos fenotípicos do candidato, os quais serão verificados obrigatoriamente com a presença in loco.

Resultado

O resultado preliminar da perícia e verificação fenotípica será divulgado no dia 11 e o período para a interposição de recursos vai de 12 a 13. O resultado final desta fase será divulgado no dia 17 de abril, mesma data da convocação dos candidatos aprovados para a prova de títulos, quando deverão apresentar os diplomas de doutorado, mestrado, especialização, produção cientifica ou aperfeiçoamento – com pontuação que varia de 0.3 a 3.10.

Para os candidatos classificados para os cargos de nível médio, será considerada apenas a experiência profissional. Por cada ano de experiência, o candidato terá um ponto. O Concurso Emserh é válido por dois anos, contado a partir da data de homologação do resultado final do certame, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, por conveniência administrativa. Os salários variam de R$ 1.000 até R$ 7.425,31 para nível médio e superior.

© 2018 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑