Date: 26 de março de 2018

Advogado morre após ser atropelado por ônibus no Araçagi

Advogado foi atropelado por um ônibus na madrugada desta segunda-feira (26)

O advogado Nilo Pereira Rêgo Neto, de 41 anos, foi atropelado por um ônibus na madrugada desta segunda-feira (26), próximo à região da praia do Araçagy. Nilo Pereira Rêgo foi socorrido mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Logo após o acidente, o motorista do ônibus, identificado como Wanderson Braga da Silva, fugiu do local sem prestar socorro à vítima, mas minutos depois foi interceptado por uma viatura da Polícia Militar, na avenida Daniel de La Touche.

O advogado Nilo Pereira Rêgo Neto, de 41 anos, foi atropelado por um ônibus

Wanderson foi conduzido para o plantão do bairro Cohatrac, onde prestou depoimento e foi autuado. Este foi o segundo caso de atropelamento registrado na Região Metropolitana de São Luís em menos de 24 horas. Na manhã de domingo o urologista Luiz Carlos Cantanhede, 56 anos, foi atropelado enquanto ia para a cidade de São José de Ribamar para pagar uma promessa.

Na ocasião, o motorista que atropelou o médico foi preso e conduzido para o plantão do Maiobão, onde foi autuado e posteriormente conduzido para a Penitenciária de Pedrinhas. O condutor apresentava claros sinais de embriaguez e estava em alta velocidade, segundo levantamento da Polícia.  (relembre aqui).

Força-tarefa prende mais quatro suspeitos de invasão à UOP PRF de Açailândia

Força-tarefa prendeu quatro suspeitos de invasão a posto da PRF

A operação policial montada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Militar do Maranhão (PMMA) conseguiu prender outros quatro envolvidos no sequestro de um PM, seguido de roubo de uma viatura e da invasão a Unidade Operacional da PRF de Açailândia, ocorridos no final da noite de sexta-feira, 23 de março, no município de Açailândia, sudoeste do estado do Maranhão.

De acordo as equipes destacadas para a região, após dois dias de caçada e cerco policial aos criminosos, agentes da PRF receberam informação de que na noite de domingo (25), no município de Açailândia, quatro homens teriam tomado de assalto uma carreta vermelha e feito o motorista de refém.

Todas as equipes e unidades policiais da região foram alertadas sobre o ocorrido e ficaram de prontidão à espera da carreta. Uma equipe da Polícia Militar destacada na saída de Açailândia para Imperatriz visualizou a carreta, fez o acompanhamento e conseguiu abordar o veículo nas proximidades da entrada para o município de São Francisco do Brejão-MA, na BR 010, ocasião em que eles ainda tentaram empreender fuga, mas foram rendidos pela guarnição. Em seguida foram levados para a PRF e, durante a madrugada, conduzidos para a sede da Policia Federal em Imperatriz-MA.

Reviravolta

No depoimento prestado aos policiais, o condutor da carreta contou que, por volta das 21h de domingo, foi abordado pelos assaltantes que o obrigaram a dirigir para o estado vizinho, o Tocantins, para em seguida fugirem para o estado de Goiás. Mas os policiais desconfiaram da versão apresentada pelo condutor e, quando realizaram consultas nos sistemas, descobriram que o mesmo é irmão de um dos assaltantes. À vista da informação, e após ser entrevistado, o condutor também foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal.

Suspeitos foram presos na noite de domingo

Arrombamentos e assaltos

A invasão às unidades da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal em Açailândia objetivavam conseguir armamentos, munições e coletes balísticos que seriam usados em arrombamentos a caixas eletrônicos e assaltos a bancos. De acordo com o depoimento dos envolvidos, a primeira ação aconteceria em uma agência bancária localizada no município de São Francisco do Brejão, próximo à Imperatriz.

Na estrada, na lama e no mato

Logo após a invasão, sequestro e tiroteio promovidos pelos assaltantes no dia 23, a PRF e a PM MA caíram em campo no encalço dos seis bandidos. A força tarefa contou com a participação de todas as polícias da região tocantina e de outras regiões. Equipes de PRFs do Maranhão e do Pará se deslocaram de várias partes para participar da missão. Foram dois dias de buscas nas rodovias, estradas vicinais ou à pé abrindo caminho pelos matos.

A polícia vai continuar os trabalhos investigativos no intuito de prender mais um acusado de participação nos crimes e levantar se existem outros envolvidos.

© 2020 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑