Date: 19 de março de 2018

Governo inicia obras de conclusão da reforma da Unidade Mista do Maiobão

Obras na Unidade Mista do Maiobão já iniciaram nesta segunda (Foto: Julyane Galvão)

As obras de reforma da Unidade Mista do Maiobão, em Paço do Lumiar, iniciaram nesta segunda-feira (19). A garantia para a agilidade foi dada pelo governador Flávio Dino, ainda no sábado (17), quando assinou a ordem de serviço. O prazo para entrega do novo espaço, da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), está previsto para oito meses.

“Papel já assinaram muitas vezes. Mas comigo é assim: assina, a obra começa. Segunda-feira pode vir aqui e ver a obra andando”, afirmou o governador Flávio Dino na ocasião. Durante a solenidade, já era possível encontrar trabalhadores fazendo a capina do terreno.

Quando finalizada, a Unidade Mista do Maiobão terá 26 leitos de internação (seis deles pediátricos), 12 leitos de observação (quatro de pediatria), 10 consultórios (cinco ambulatoriais), dois centros cirúrgicos, sala de curativos, sala de estabilização com três leitos e sala de aplicação de medicamentos adulto e infantil.

Contará ainda com serviços de enfermagem, fisioterapia, serviço social, nutrição e farmácia, além da realização dos exames de análises clínicas, ultrassonografia, Raio X e eletrocardiograma.

A unidade prestará atenção à saúde de média complexidade, com atendimentos ambulatoriais, atividades assistenciais de urgência/emergência e assistência em regime de internação hospitalar nas especialidades clínica e pediátrica. “A unidade ganhará um centro cirúrgico, que não tinha antes. Mulheres com parto de risco habitual, ou seja, as mulheres que não tenham partos de alto risco poderão ter o filho em Paço do Lumiar. É o a gestão do governador Flávio Dino fazendo tudo pela população da cidade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A obra está orçada em R$ 4.728.251,88 e será executada pela Secretaria de Infraestrutura do Maranhão (Sinfra) com recursos da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Novo ânimo 
A população de Paço do Lumiar ficou esperançosa com a assinatura da ordem de serviço e início imediato das obras na Unidade Mista do Maiobão. Maria de Jesus Moraes, marisqueira, de 59 anos, disse que a reforma virá em boa hora para a comunidade. “Eu estava esperando por isso. Vai ser bom porque terá urgência e emergência, maternidade. Aqui é carente. Agradeço a Deus e ao governador porque ele está fazendo e trabalhando muito”, comentou.

A aposentada Marcela Silva, de 63 anos, disse que tem fé na conclusão da obra. “Acho que agora vai. Estou com fé no Flávio Dino. Para a gente que mora aqui é muito importante. Tenho certeza que o governador vai começar e terminar a reforma. Ele tem cumprido o que diz. Ele prometeu o Corpo de Bombeiros e fez. Ele está dizendo que vai fazer a unidade, é porque vai fazer”, ressaltou.

O taxista José Benedito Silva, de 59 anos, contou que já havia participado, em outras ocasiões, de reuniões como líder comunitário para melhoria do município. Para ele, a unidade é uma necessidade, uma vez que é uma das maiores cidades do Maranhão. “Paço do Lumiar é hoje o sexto município do estado. Tem muitas pessoas aqui, então precisa de um suporte desse em nossa comunidade para sanar os problemas que a gente enfrenta. Graças a Deus está vindo a reforma, a comunidade agradece”, disse.

Folha de São Paulo destaca construção do Porto São Luís, que deve gerar 5 mil empregos

Maranhão foi destaque mais uma vez no cenário nacional

O Maranhão é mais uma vez destaque positivo no cenário nacional. Repercutiu na edição desta segunda-feira, 19, no jornal Folha de São Paulo, o acordo entre o Governo do Estado e a China, para a construção do Porto São Luís, terminal privado de multicargas que vai gerar cerca de 5 mil empregos e permitir escoamento de milhões de toneladas de grãos e minério de ferro. A publicação destaca a importância do empreendimento citando sua capacidade de quase dobrar a movimentação do Porto do Itaqui.

O jornal reforça que apesar da crise econômica, os chineses veem oportunidades de negócios viáveis e apostam no Brasil, que já é parceiro da China na exportação de grãos. Em 2017, 79% da soja produzida nacionalmente foi exportada ao país oriental.

O Maranhão atrai o interesse pelas condições climáticas, solos férteis, e, principalmente, a posição estratégica. Entrevistado na matéria, o governador Flávio Dino enfatiza que o novo porto será um complemento ao Porto do Itaqui e que isso é positivo para o Maranhão.

As exportações realizadas no Porto São Luís devem alcançar 15 milhões de toneladas por ano, pontua a Folha de São Paulo. São grãos – soja e milho – que responderão por pouco mais de 70% da movimentação; fertilizantes, petróleo e carga geral.

Na primeira etapa de construção serão gerados cinco mil postos de trabalho, diretos e indiretos, em diversas áreas de serviço. O Porto São Luís vai ocupar área de 200 hectares com seis berços, ponte de acesso, mais acesso rodoferroviário e ferroviário (linha férrea em formato da fruta, usada no descarregamento de vagões e manobra de trens). A obra terá investimento de R$ 1,7 bilhões.

O Porto São Luís será comandando pela Communications Construction Company (CCCC) an América, gigante chinesa da área de infraestrutura e construção, majoritária nas ações. Participam ainda a brasileira WPR, de São Paulo, fundada em 1981, que atua na construção civil, desenvolvimento imobiliário e logística; e Lyo Capital Partners, do ramo de prospecção de fundos por participação da iniciativa privada.

Na ocasião de formalização do acordo, o empresário que comanda a CCCC, Chang Yunbo, enfatizou que este será um importante passo do estado para o maior desenvolvimento de suas potencialidades portuárias. A construção do Porto São Luís integra a política de atração de investimentos da gestão, desenvolvida desde 2015.

Bebê atirado da ponte do São Francisco permanece em observação no Socorrão 1

O bebê continua em observação no Socorrão 1

O bebê jogado da ponte José Sarney, no São Francisco, nesse domingo (18), continua em observação Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1). A informação foi confirmada pelo diretor administrativo da unidade hospitalar, Rafael Coringa, em entrevista à TV Mirante na manhã desta segunda-feira (19).

A criança foi atendida e foi submetida a uma série de exames. As primeiras avaliações físicas não detectaram nenhum sinal de fratura, apenas um hematoma nas costas. Apesar disso, ainda não há previsão de alta, e o bebê está sendo acompanhado pela equipe de Assistência Social da unidade.

Relembre: Mulher joga bebê da ponte do São Francisco

“Até o momento, a criança passa bem, não apresenta nenhum quadro de febre, está reagindo bem e ela vai permanecer em observação”, afirmou Rafael Coringa.

No momento em que o menino foi arremessado, a maré estava secando e o ponto onde caiu tinha apenas lama. A criança foi socorrida por policiais militares e equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Populares assistiram ao resgate feito por policiais militares

A mãe da criança, identificada como Karla Regina Mendes Pereira, de 23 anos, foi presa. A família alega que ela sofre de transtornos mentais. A polícia investiga o caso.

© 2020 Blog do Michel Sousa

Blog desenvolvido por: Bruno AlvesUp ↑